No carnaval, não se preocupe com o estado do seu carro

Os cuidados devem ser tomados antes do feriado, evitando situações desagradáveis, oficinas cheias ou acidentes. O ideal é fazer sempre a manutenção preventiva e estar com o veículo em dia

Por Marcelo Moura

Em 2/2/2028 – Carro bem cuidado é carro pronto para, a qualquer momento, pegar a estrada. E essa máxima fica ainda mais evidente quando, de fato, a data daquela viagem tão esperada começa a se aproximar. Mas pode ocorrer de os preparativos serem muitos, e a revisão preventiva acabar ficando para depois do retorno. Esse pode ser o começo de um transtorno.

No feriado de carnaval, quando muita gente deixa a cidade em busca de lazer ou descanso, estradas cheias são comuns. “Isso demanda muito mais do carro. Freadas constantes, às vezes congestionamentos, que podem causar aquecimento, e outros imprevistos nem tão imprevistos podem ocorrer. E, se o veículo não estiver em boas condições, o tão sonhado descanso ou lazer pode se tornar um pesadelo”, alerta o consultor automotivo Marcos Cesar Muniz, da Champions Motors, em Brasília.

Segundo a Associação Brasileira de Concessionárias de Rodovias (ABCR), mais de 2,3 milhões de carros tiveram de ser atendidos nas rodovias do Brasil em 2016. As principais causas foram problemas mecânicos (935 mil), problemas elétricos (80 mil), pneus (222mil) e falta de combustível (145 mil). E, assim, cerca de 940 mil carros tiveram de ser guinchados.

“O motorista que não fez a revisão prévia de carnaval deve providenciá-la o quanto antes, evitando que outras demandas entrem na frente. E, além disso, prevenindo-se ao movimento maior nas boas oficinas da cidade”, lembra Muniz.

 

Confira alguns itens que devem estar em ordem para quem vai pegar a estrada no feriadão:
• Freios
Um dos equipamentos de segurança mais importante. Deve estar com a troca de fluido em dia, além de discos, pastilhas, tambores e outras peças. Carros com ABS, obrigatórios de série desde o ano de 2014, devem ter o sistema eletrônico checado.

• Óleo
É imprescindível que a troca de óleo também esteja em dia, pois o funcionamento do motor depende disso. Atenção à quilometragem e à necessidade da troca também dos filtros. Normalmente, trocas são realizadas a cada 10 mil quilômetros ou seis meses. E deixar para depois causa sérios prejuízos ao veículo e ao bolso. Se o carro tiver direção hidráulica, também é necessário trocar o óleo da direção.

• Pneus
Alinhamento, balanceamento e calibragem são importantíssimos, influenciando até mesmo na economia do veículo. Quanto ao estado do pneu, o limite de segurança dos sulcos é 1.6 mm de profundidade. Abaixo disso, já está careca e o carro pode ser recolhido. Lembre-se também de verificar se o estepe está cheio.

• Arrefecimento
Lembre-se de conferir o nível da água, pois é ela que vai manter a temperatura ideal do motor.

• Palhetas dos vidros
Devem estar boas, pois são itens essenciais de segurança. Se estiverem ruins e chover, o motorista simplesmente não conseguirá conduzir o veículo por falta de visibilidade.

• Faróis, sistema elétrico e lâmpadas
Faça um check-up na bateria, na partida, no alternador e nas lâmpadas e fusíveis do carro. Por mais que isso pareça pouco importante, são itens que podem deixar o motorista na estrada e causar acidentes.

• Ferramentas
É fundamental ter triângulo, macaco e chave de roda. Verifique se estão no carro e, além disso, veja também se estão funcionando bem.

2 de Fevereiro de 2018


Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*