Carteira Nacional de Habilitação digital deve passar a valer no DF

Quem não tem a carteira de papel com o código deverá ir ao Detran e retirar outra, para ativar a eletrônica. Não há cobrança de taxa

Por Marcelo Moura

Por Marcelo Moura, em 16/11/2017 – Se nada atrapalhar os planos do governo, os motoristas do Distrito Federal poderão ter acesso à Carteira Nacional de Habilitação (CNH) digital. O Departamento de Trânsito do DF (Detran-DF) apresentou o documento oficialmente nesta quinta-feira (16).

Mas não é tão fácil assim. A pequena via-sacra para ter acesso à carteira nacional de habilitação digital exige que o motorista tenha a versão impressa com QR code e a certificação digital. Em outras palavras, quem ainda não tem a carteira de papel com o código deverá ir pessoalmente ao Detran e retirar outra, para ativar a eletrônica. Mas não há cobrança de taxa.

O documento virtual armazena dados em QR Code — código lido por aparelhos celulares para conversão em links — dentro de um sistema criptografado de acesso às informações.

Desde maio, o código bidimensional está presente nas carteiras de motorista impressas. Atualmente, mais de 200 mil condutores do DF já possuem a CNH em papel com QR Code no verso, diz o governo. Esses já podem solicitar a carteira digital sem custos, por meio do portal de serviços do Denatran.

A iniciativa é uma parceria com o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) e com o Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro). O Detran do DF é o segundo do País a adotar a CNH digital. O primeiro foi o de Goiás.

A carteira eletrônica substitui a impressa, mas o condutor pode optar por portar qualquer uma das duas, ou ambas
O condutor que quiser acessá-la, deverá obrigatoriamente ter uma habilitação impressa com QR Code e estar com os dados devidamente atualizados no Detran — principalmente o e-mail e o telefone celular com DDD, no qual será visualizada a CNH digital.

A não apresentação da CNH acarreta multa de R$ 88,38, três pontos e retenção do veículo A apresentação da CNH, impressa ou digital, é obrigatória e a falta do documento acarreta multa de R$ 88,38, três pontos na CNH e a retenção do veículo.

Com informações da Agência Brasília

16 de novembro de 2017