Desafio Delta 26 encerra temporada da Flotilha em 2017

Por Rogério Sampaio

Os velejadores da Flotilha Delta 26, barcos da Classe Oceano realizaram neste fim de semana as últimas atividades da temporada de 2017 e que consistiram em duas regatas barla-sota, realizadas no sábado e outras das de percurso. Uma saindo do Iate Clube com chegada na Ponte JK e outra fazendo o sentido inverso.

Apesar de ser um barco da Classe Oceano, o Delta 26 goza de muito prestígio aqui nas águas do Lago Paranoá, contando com uma Flotilha de aproximadamente 40 barcos, suramente, uma das maiores do Brasil, se não for a maior.

O Delta 26 é um barco muito apreciado em função de sua configuração que une o conforto de um barco de cruzeiro, aliado a um bom desempenho em regatas, proporcionando uma velejada segura e um bom desempenho.

Para Marcos Carraca, velejador e Conselheiro Nato do Iate Clube, dentro do crescimento da vela de oceano em Brasília, a Classe Delta 26, projeto do estaleiro Mariner, do Rio Grande do Sul se destacou.

“Esse barco encontrou no lago, podemos assim dizer, a sua verdadeira casa e conseguiu congregar em torno de si uma verdadeira confraria de admiradores e aficcionados. Então, a realização deste desafio é uma reunião desses felizes proprietários”.

Nesta edição, o veleiro vencedor foi o Ventania, capitaneado pelo veteraníssimo Fernandão Boani, lenda viva da flotilha e da vela candanga.

28 de novembro de 2017