Distrital Leandro Grass realiza Comissão Geral para debater Machismo Institucional

“Você deixa o ambiente mais bonito“; “Você está bem acompanhado”; “Ela foi muito macho”, “Tinha que ser mulher”; “Deve estar de TPM”; “A gravidez vai atrapalhar seu crescimento profissional”. Frases como essas fazem parte da rotina de muitas mulheres no ambiente de trabalho. O machismo institucional está naturalizado em nossa cultura. De acordo com dados do Instituto Maria da Penha, a cada 4,6 segundos uma mulher é vítima de assédio no trabalho. Dada a importância do tema, o deputado distrital Leandro Grass (Rede) realiza uma Comissão Geral nesta quinta-feira, 21 de março de 2019, na Câmara Legislativa do DF, às 15h.

O evento pretende recolher experiências e discutir formas de combate, com a participação de diversos atores da sociedade civil, além de representantes da administração pública e dos poderes Legislativo e Judiciário.

Apesar de se reproduzir, na maioria das vezes de forma subjetiva, o que dificulta sua caracterização, o machismo institucional é muito nocivo, uma vez que retira direitos básicos das mulheres, como autonomia e respeito ao exercer suas funções. Com 70% dos cargos do gabinete ocupados por mulheres, e ciente da importância em debater o assunto, Grass afirma que o aperfeiçoamento desse debate pressupõe o engajamento dos homens. “O combate ao machismo depende, também, do nosso envolvimento. Não é uma tarefa única das mulheres. Nós, homens, precisamos fazer uma autocrítica das nossas posturas, do modo de lidar com as mulheres no trabalho. Precisamos nos envolver para aumentar a representatividade das mulheres no ambiente de trabalho”, afirma o deputado.

Pauta: Comissão Geral para debater o Machismo Institucional
Quando: 21/3
Onde: Plenário da CLDF
Horário: 15h

 

Com informações da assessoria de comunicação do deputado Leandro Grass

21 de março de 2019