Fevereiro abriu o calendário náutico de Brasília

A temporada náutica de 2019 foi oficialmente aberta, em fevereiro, após a realização dos eventos Laser Classic Aloísio, Regata Aniversário da AABB e Regata Conselho Deliberativo do ICB.

A regata Laser Classic em homenagem ao lendário Aloísio Ferreira contou com uma presença massiva dos velejadores da classe Laser, muitos embalados pela ótima participação no brasileiro realizado em Niterói/RJ. Foram realizadas várias baterias de regatas nos dias 9 e 10 sob condições de ventos fortes. Um verdadeiro treino/teste para a categoria na AABB.

As Regatas Classic da Classe Laser foram idealizadas pela Flotilha como uma forma de homenagear os grandes expoentes e incentivadores da classe no lago Paranoá, como o Aloísio Ferreira, João Ramos (in memorian) , Guilherme Raulino, Geraldo Sampaio, Henrique de Moura – Luana –, Fernando Boani, dentre outros laseristas de destaque.

Já a Regata Aniversário de 59 anos da AABB, realizada nos dias 16 e 17, contou com as classes Laser, Dingue e Finn no sábado e cabinados no domingo. Ótimos ventos sopraram no final de semana dando um verdadeiro show de vela na raia sul.

No final de semana dos dias 23 e 24 foi a vez do Iate Clube de Brasília realizar a tradicional Regata Conselho Deliberativo. Com um formato de torneio, apenas para a categoria cabinado, a regata contou com aproximadamente 30 barcos na raia e resgatou o percurso de volta ao lago, abrangendo 40 milhas náuticas (cerca de 25 km).

De acordo com o diretor de Esportes Náuticos do Iate Clube de Brasília – ICB, Flávio Pimentel, a opção por esse modelo, de dedicar um fim de semana exclusivamente para os barcos cabinados, em contraponto às demais regatas que alternam monotipos nos sábados e cabinados nos domingos, foi um teste realizado pelo Iate para medir a aceitação, ou não, por parte dos velejadores.

“Nós fizemos uma alteração no calendário da FNB, onde a Regata do Conselho Deliberativo teve regatas de barcos cabinados no sábado e domingo. Já na Regata de Aniversário que ocorrerá em abril, o esquema desta vez será de realização de regatas das Classes monotipos durante o fim de semana do evento, a fim de que os velejadores que disputam apenas regatas das classes monotipos não se sintam alijados”, explicou Pimentel.

Melhor aproveitamento dos ventos e racionalização da logísitica 

“No caso da Regata do Conselho Deliberativo, nós do ICB entendemos que obtivemos sucesso, uma vez que conseguimos realizar a regata volta ao lago, que era uma tradição quando da homenagem ao Conselho Deliberativo, e que não vinha sendo realizada nesse formato há mais de dez anos, e era a marca registrada do evento”, acrescenta o diretor.

Ainda de acordo com Pimentel, para a realização dessa regata de percurso longo, para os padrões do lago de 40 milhas náuticas (25 km), faz-se necessário que se tenham boas condições de vento, pois é um percurso calibrado para uma duração média de três horas.

A largada é realizada no ICB, tem uma perna que vai até em frente à Casa da Dinda, seguindo depois em direção ao Pontão, na raia Sul, retorna para a Raia Norte passando em frente ao Minas Brasília Tênis Clube e tendo a linha de chegada no Iate.

“Caso os ventos estejam fracos, ou até mesmo ausentes, é quase impossível concluir essa regata. E era isso que vinha acontecendo em virtude do modelo em vigor que colocava as regatas de monotipos aos sábados e as de cabinados aos domingos, o que gerava uma incerteza, pois Brasília quando venta sábado costuma não ventar no domingo e vice-versa”, acrescenta.

Então a saída encontrada pelo Iate para viabilizar uma regata com um percurso longo como essa, foi proposto colocar em teste esse sistema. O resultado é que já no sábado à tarde apresentaram-se excelentes condições de vento e a Regata Conselho Deliberativo foi validada, com seu original percurso de volta ao lago.

Outro ponto favorável a esse sistema, no entendimento dos organizadores, disse respeito à questão da logística de transporte de barcos entre os clubes, favorecendo, principalmente àqueles velejadores que competem tanto nas classes monotipos quanto nos cabinados.

“Creio que quem participou da regata gostou bastante. Recebi muitas manifestações positivas, elogios. Àqueles que competem só de monotipos e se sentirem excluídos, como já foi dito, serão recompensados com a adoção do mesmo modelo na Regata de Aniversário do Iate”, concluiu Pimentel.

Os resultados se encontram no site www.sarweb.com.br

Bons ventos!

(*) Com informações da Diretoria de Comunicação da FNB

3 de março de 2019