Vendas de imóveis novos no DF batem recorde

Pesquisa IVV realizada pela ADEMI-DF, SINDUSCON-DF e SEBRAE-DF, referente ao mês de março, apresenta maior índice de toda a série histórica

A velocidade de vendas de imóveis residenciais no Distrito Federal mostra que os negócios no mercado imobiliário do Distrito Federal estão em ascensão, segundo a mais recente Pesquisa IVV – Índice de Velocidade de Vendas. Em março, o índice foi de 7,5%, o maior da série histórica da pesquisa realizada mensalmente desde janeiro de 2015. O setor considera que um IVV na casa dos 5% representa uma velocidade adequada para a venda de um empreendimento imobiliário. O comportamento no DF é acompanhado mensalmente, conforme o gráfico a seguir:

IVV RESIDENCIAL MARÇO 2017


IVV positivo em 2017

Em fevereiro, o IVV de 7,0% já tinha sido positivo, na avaliação da s entidades da área imobiliária e da construção. Em março, chegou a 7,5%. O índice demonstra que as vendas do mercado imobiliário estão sendo retomadas em ritmo acelerado.

“O mercado está retomando as vendas. A expectativa é que no segundo semestre apresente resultados mais positivos”, afirma Paulo Muniz, Presidente da Associação de Empresas do Mercado Imobiliário do Distrito Federal (ADEMI-DF).

O IVV é apurado mensalmente por meio de pesquisa realizada em conjunto pela ADEMI-DF, pelo Sindicato da Indústria da Construção Civil do DF (SINDUSCON-DF), com apoio do SEBRAE-DF. A coleta é feita pela empresa OPINIÃO – Informação Estratégica. Participaram do estudo em março 32 das principais empresas atuantes no mercado imobiliário do DF.


A pesquisa do IVV tem o objetivo de aferir os negócios de imóveis novos residenciais e comerciais no DF e se a velocidade com que são vendidos está de acordo com as expectativas. Há, portanto, um IVV para imóveis residenciais e outro para imóveis comerciais. O IVV dos imóveis residenciais em março foi de 7,5% e dos comerciais foi de 1,6%.

O gráfico da oferta de imóveis residenciais, comparativo dos anos 2015, 2016 e 2017 (a seguir), demonstra que a oferta cai há vários anos e, assim, o DF se ressente de mais lançamentos imobiliários para reequilibrar a ‘lei da oferta e procura’.

“O desequilíbrio entre oferta e demanda no DF continua e, com isso, o preço ofertado está subindo. Importante observar que o mercado ainda não registrou nenhum lançamento imobiliário nesses três primeiros meses, ou seja, as vendas foram mais aquecidas para os imóveis novos prontos (primeira ocupação) e os ainda em construção”, conclui Paulo. Em janeiro de 2013, eram 18 mil imóveis residenciais em oferta. No mesmo período esse ano, eram ofertadas 7.200 unidades residenciais novas no DF; em fevereiro em torno de 6.900; em março foram apenas 6.400 unidades.

OFERTA DE IMÓVEIS RESIDENCIAIS

Em 2016 a oferta média de imóveis residenciais novos no DF, entre as empresas pesquisadas, foi de 4.333, abaixo da média de 2015: 4.418 unidades. Em fevereiro foram ofertadas 3.678 unidades residenciais e em março um pouco menos: 3.462 unidades. Com o número reduzido de lançamentos, os imóveis prontos são os que estão sendo vendidos.

Vendas de imóveis residenciais

As empresas que participaram da pesquisa do IVV anunciaram que venderam 261 unidades residenciais em março de 2017. É o maior número registrado pela Pesquisa IVV. Em janeiro foram vendidas 164 unidades, informaram as empresas pesquisadas. A venda média mensal de todo o ano de 2016 foi de 214 unidades.

As quantidades de imóveis informadas se referem aos negociados pelas empresas participantes da pesquisa – representa 55% do mercado – e não representam o total de imóveis em oferta ou negociados em todo o DF. Os percentuais informados podem ser projetados para representação de todo o mercado imobiliário do DF.

VENDAS DE IMÓVEIS RESIDENCIAIS

Valor do m² imóveis residenciais

Entre várias informações do mercado imobiliário do DF, a pesquisa do IVV aponta a variação do preço ofertado por m² dos imóveis residenciais em cada região. Em março, a Asa Norte registrou o maior valor de oferta: R$ 14.914,05 – em fevereiro a oferta era de R$14.812,00; o mais baixo foi ofertado em Santa Maria – R$ 2.923,42 – em fevereiro era R$2.558,00. O valor médio do m² no DF em março ficou em R$ 8.483,33.

PREÇO DO M² – IMÓVEIS RESIDÊNCIAS EM OFERTA – MARÇO/2017

7 de junho de 2017