Intenção de consumo das famílias do DF e a melhor desde 2015

A Intenção de Consumo das Famílias (ICF) brasilienses cresceu em novembro e atingiu 94,4 pontos, contra 93,2 registrados em outubro de 2017. Esse é o melhor resultado desde junho de 2015, quando o índice atingiu 97,2 pontos. É o que mostra pesquisa divulgada pela Fecomércio. Na comparação com o mesmo período do ano passado, houve uma alta de 4,7 pontos na intenção de consumo dos brasilienses. Em outubro do ano passado, a pesquisa havia registrado 89,7 pontos – valores abaixo de 100 indicam pessimismo por parte da população.

mercado2O presidente da Fecomércio, Adelmir Santana, explica que apesar do número ainda não representar um otimismo por parte da população, o índice vem crescendo durante todo o ano de 2017, e a expectativa é de que continue aumentando até o final do ano. “O consumidor está tendo mais acesso ao crédito, além do mercado de trabalho estar mais aquecido, o que ajuda a trazer os consumidores de volta às lojas”, disse Adelmir. “A renda anual atual também está melhor do que a do ano passado, aliado as festas de fim de ano, como o Natal e o Ano Novo, que também animam os clientes e os empresários”, diz o presidente da Fecomércio-DF.

A pesquisa de Intenção de Consumo das Famílias (ICF) é um indicador com capacidade de medir, com a maior precisão possível, a avaliação que os consumidores fazem sobre aspectos importantes da condição de vida de sua família, tais como capacidade de consumo, atual e de curto prazo; nível de renda doméstico; segurança no emprego; e qualidade de consumo, presente e futuro.

Fonte: Fecomércio-DF

1 de dezembro de 2017


Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*