Livro esmiúça Síndrome de Down numa família

Por Marcos Linhares

Na quarta-feira (20/9). no restaurante Carpe Diem (,104 Sul, Brasília), será lançado o livro “Cidinha: símbolo do amor e da síndrome de Down”, de Dorothéa Chaves, mãe da Cidinha e publicado pela Editora Ideal (210 páginas, R$50,00).

A obra conta a trajetória da família, especialmente da mãe, Dorothéa, ao acompanhar o desenvolvimento psíquico e social da filha, Cidinha, nascida com síndrome de Down. O livro tem importante valor histórico, porque retrata uma época em que pouco se sabia sobre a síndrome, e os obstáculos ultrapassados por Dorothéa e, principalmente, pela filha. Cidinha foi alfabetizada pela mãe – educadora de formação -, e frequentou o ensino regular no Distrito Federal, contribuindo para a inclusão social de pessoas com a síndrome. Uma história de família que é exemplo amor e de luta pela igualdade de direitos da pessoa especial.

Semeando amor
Dorothéa Chaves, além de ser mãe da Cidinha e de outros dois filhos, é professora aposentada da Secretaria de Educação do DF. Natural de Camboriú (SC), veio para Brasília em 1961. Trabalhou no CEMAB (Colégio da Secretaria do Estado da Educação), onde coordenou, por nove anos, as atividades administrativas e pedagógicas do Curso Normal. Foi membro de direção do então Complexo Escolar B de Taguatinga, hoje Regional de Ensino da Secretaria do Estado de Educação, por alguns anos. Ao aposentar-se, dedicou-se à alfabetização de crianças com SD e outras crianças especiais, e a diversas atividades ligadas às artes plásticas e ao artesanato.

Para quem quiser ter acesso à obra, os contatos da autora: (61) 99234-3377

15 de setembro de 2017