Mudanças no SIG: colapso no trânsito dá o tom de audiência pública

A Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Seduh) realizou, nesta última segunda-feira (03/06/2019), audiência pública para tratar das alterações de normas de ocupação do Setor de Indústrias Gráficas(SIG) – um projeto de lei complementar (PLC) do governo autoriza pelo menos 160 novas atividades na região. O evento, realizado na sede da pasta, reuniu cerca de 70 pessoas.

O principal questionamento dos presentes foi sobre os impactos que as mudanças acarretarão no trânsito, além de na segurança pública, na iluminação e na qualidade da energia elétrica que abastece o SIG. Outros pontos abordados dizem respeito à falta de vagas de estacionamento e sobre o pagamento da Outorga Onerosa por Alteração de Uso (Onalt) – tributo cobrado quando há mudança no tipo de empreendimento previsto anteriormente para determinado terreno.

O presidente do Sindicato das Indústrias Gráficas (Sindgraf), Antônio Eustáquio de Oliveira, ressaltou que a situação já é caótica, e sugeriu a abertura de uma passagem do SIG para o Parque da Cidade. Além disso, ele questionou para onde serão levadas as gráficas. “Nós nos sentimos esquecidos. Queremos ser atendidos pela administração do Sudoeste. Precisamos de segurança e iluminação”, afirmou.

Arquiteta, urbanista e representante das quadras 300 do Sudoeste, Marina Rebelo fez ressalvas ao PLC: “Gostaria de entender por que escolas e estabelecimentos de saúde não pagarão Onalt. Além disso, acredito que o impacto no trânsito e o projeto urbanístico têm que ser feitos junto com as mudanças de uso”, afirmou.

 

Com informações do Metrópoles

 

 

4 de junho de 2019