Nasa planeja missão para explorar asteroide com valor estimado de U$ 10.000 quatrilhões

Por Gustavo Torquato

O asteroide 16 Psique é composto essencialmente de níquel-ferro

A corrida espacial deve recomeçar a partir 2026. Esse é o prazo para a Agência Espacial Norte-Americana (NASA) enviar uma missão ao asteroide 16 Psique, localizado no cinturão entre Marte e Júpiter. O valor do metal níquel-ferro encontrado nos 250 Km de diâmetro do corpo celeste é estimado em U$ 10.000 quatrilhões. Isso mesmo: QUAtrilhões!

Felizmente, a missão enviará cientistas e não mineiros. Isso por que o impacto na economia global seria devastador. Porém, os dados provenientes do asteroide indicarão uma nova fase na mineração espacial, visto que, atualmente, já contamos com tecnologia apropriada a esse tipo de atividade e países como Luxemburgo já estabeleceram um fundo para esse fim.

Saiba mais: https://goo.gl/bdNJJL

Parada solar

A Sonda deve ficar em órbita a apenas 6 milhões de quilômetros do sol

Com previsão para lançamento já no próximo ano, a NASA anuncia ainda esta semana a Sonda Solar Plus, que deve “tocar o sol” ajudando astrônomos a prever tempestades solares e prover pistas sobre os mistérios da estrela do nossos sistema.

O mais próximo que já chegamos do Sol foi com a sonda Helios 2, que chegou a 43 milhões de quilômetros da estrela. Lembrando que a Terra está localizada a mais de 149 milhões de quilômetros. Dessa vez, a Solar Plus deve chegar apenas 6 milhões de quilômetros da superfície solar, ou fotosfera. Parece pouco, mas a radiação e o calor de aproximadamente 1.400°C emitidos pela nossa estrela impediria a aproximação de qualquer equipamentos que a humanidade já criou.

Saiba mais: https://goo.gl/vLQzxK

31 de Maio de 2017