No RJ, Paula Belmonte faz visita técnica no BNDES com deputados da CPI

Foi a primeira visita da comissão à sede do banco. Investigação na Câmara mira contratos internacionais da instituição entre 2003 e 2015

 

Vice-presidente da CPI do BNDES, a deputada federal Paula Belmonte (Cidadania) participou hoje de uma extensa rodada de reuniões no banco, ao lado dos parlamentares que integram a comissão, para esclarecer os procedimentos da instituição para concessão de empréstimos internacionais. A CPI investiga as operações praticadas entre 2003 e 2015. “Estamos buscando respostas concretas para a sociedade sobre o destino do nosso dinheiro”, disse.

Além dos setores pelo qual tramitam as ações do banco, foram apresentados aos deputados o processo de governança e de transparência, e os métodos de apoio à exportação. O grupo também foi conduzido a uma visita ao Comitê de Enquadramento de Crédito e assistiu a uma apresentação sobre a atuação da BNDESPAR no mercado de capitais. “Foi uma grande oportunidade para esclarecermos, de perto, dúvidas que ainda existem sobre os trâmites no BNDES. Essa transparência ajudará nos próximos passos da CPI”, relata.

A transparência e a responsabilidade com os gastos públicos são algumas das prioridades do mandato da deputada Paula Belmonte. “Para isso, estou buscando entender minuciosamente todo esse processo, e assim, atuar de maneira cada vez mais efetiva nessa questão, tanto no BNDES quanto em outras instituições públicas”, reitera Paula Belmonte.

Participaram do encontro no BNDES os deputados João Carlos Bacelar, Vanderlei Macris, Altineu Côrtes, Coronel Chrisóstomo, Glauber Braga, Hercílio Coelho Diniz, João Carlos Bacelar e Jorge Braz, integrantes da Comissão. A comissão foi recebida pelo presidente do banco, Joaquim Levy.

Comissão
Até o momento, a parlamentar apresentou 18 requerimentos de informações e pedidos de oitivas na comissão, que começou seus trabalhos há menos de um mês. Entre eles, solicita ao Tribunal de Contas da União cópias da íntegra dos processos relacionados às operações de apoio ao Grupo JBS, dos empresários Joesley e Wesley Batista. A comissão investiga ilicitudes cometidas pelo comando da instituição entre 2003 e 2015.

Um dos processos trata da compra, pelo grupo, da National Beef Packing Co. e Smithfield Foods Inc. Outro é relativo à operação que viabilizou a aquisição, pela JBS, da companhia Swift Foods & Co, além do que possibilitou a obtenção, pelos empresários, da Bertin S/A. Outro requerimento de autoria de Paula Belmonte chancelado pela comissão visa ao acesso a métodos de cálculo para avaliação de risco inerente a contratos de financiamentos concedidos pelo BNDES no período apurado pela CPI.

A parlamentar solicitou ainda que sejam remetidas pelo banco as tabelas de risco relativas a esses contratos e o risco-país utilizado como parâmetro em cada um deles e os respectivos cálculos. Informações similares foram diligenciadas à ABGF (Associação Brasileira Gestora de Fundos Garantidores e Garantias.

 

Com informações da assessoria de imprensa da deputada federal Paula Belmonte

18 de abril de 2019