Novacap e Seduc se unem para construir o Museu da Educação

Gestores buscam garantias de recursos e viabilizam processo de licitação ainda em dezembro

Após a conclusão do projeto e documentação técnica para edificação do Museu da Educação do Distrito Federal, tarefa que coube à Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap), o Secretário de Educação, João Pedro Ferraz dos Passos, esteve reunido com o presidente da Novacap, Cândido Teles, para assegurar recursos financeiros de forma que a obra seja licitada ainda neste ano. Orçado em R$ 7,4 milhões, o projeto já recebeu apoio de oito parlamentares distritais, que se comprometeram com a destinação de emendas cuja soma é quase a metade do valor necessário à construção. A obtenção do restante do dinheiro está em articulação na Secretaria de Fazenda do DF.

De acordo com Cândido Teles, a construção do Museu da Educação, um sonho antigo de professores pioneiros da capital, é tido como prioridade pelo governador Ibaneis Rocha. A obra, aguardada há mais de duas décadas, deverá ter início em 2020 como parte das comemorações dos 60 anos da capital federal, acrescenta o presidente da Novacap.

Coordenadora do projeto, a pesquisadora da Universidade de Brasília Eva Waisros defendeu a importância do novo museu no sentido de resgatar, preservar e difundir a memória da educação a partir de 1960, quando Brasília foi criada durante o governo do ex-presidente Juscelino Kubitschek (1902-1976).

“O museu será marcante não só para os professores e alunos, mas também para a preservação da cultura e da história de Brasília. Temos um grande acervo que incluí fotos do início de Brasília, entrevistas com professores e estudantes feitas nos primeiros anos da nossa capital, que comprovam que o ensino aqui é diferenciado, inovador. Acredito que, com essa soma de esforços, a obra deva finalmente sair do papel”, vislumbrou a coordenadora.

O museu, cuja fachada representará a primeira escola de Brasília, será construído no Parque Vivencial da Candangolândia e contará com um projeto de educação ambiental. A obra será executada pela Novacap.

Creches

Os diretores da Novacap aproveitaram a presença do secretário de Educação para tratar também da construção dos Centros de Educação da Primeira Infância (Cepi) com recursos resgatados do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDES). Esse orçamento estava parado há mais de sete anos.

Chefe de arquitetura da Novacap, Alessandra Bittencourt lembra que o Governo do Distrito Federal recuperou R$ 42 milhões para a construção de quinze creches, e que o valor unitário estimado para cada uma é de R$ 4,5 milhões, dos quais R$ 1,5 milhão correspondente à contrapartida do GDF.

O presidente da Novacap ressaltou ainda que fará a entrega dos  projetos técnicos para construção das cinco primeiras creches  ainda neste mês. São eles os Cepi  Vila Telebrasília, Planaltina Q 23, Recanto das Emas Q 109, Gama EQ 1/2 e Ceilândia EQNP 8/12. A documentação paras as unidades de Gama DVO, Guará EQ 17/19, Santa Maria Q 201, Samambaia Q 217 e Recanto das Emas Q 112 está prevista para o primeiro semestre de 2020.

A conclusão do projeto está programada para o segundo semestre do mesmo ano, agregando os Cepi da Ceilândia QNP 11, Santa Maria EQ 215/315, Taguatinga EQNL 9/11, Taguatinga QNJ e Ceilândia QNO 18.

 

Com informações da Secretaria de Educação

4 de dezembro de 2019


Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*