O sonho continua: novo Audi TT RS chega ao Brasil por R$ 424.990

Esportivo promete desempenho poderoso, com motor de cinco cilindros que desenvolve potência de 400 cv. De acordo com a marca, aceleração de 0 a 100 km/h é feita em apenas 3,7 segundos

Por Marcelo Moura

Por Marcelo Moura, em 1/2/2018 – Ele pode até ser pequeno. Mas fala grosso. Chega ao País o novo Audi TT RS Coupé, versão mais apimentada do TT Coupé. Equipado com motor 2.5 de cinco cilindros, esportivo é capaz de desenvolver 400 cv. Seu preço sugerido é de R$ 424.990.

Graças à utilização de ligas de metais leves, diminuição dos atritos internos e a um melhoramento na potência, o novo motor 2.5 TFSI entrega desempenho 17% maior, apesar de não ter sofrido mudanças na engenharia. Desta forma, o cárter e bloco do motor são agora concebidos em ligas de alumínio, o que reduz seu peso em 18 kg. O propulsor 2.5l é compacto, medindo menos de 50 cm de comprimento, além de ser, no total, 26 kg mais leve que o anterior. Com 400 cv, ele oferece um nível de potência bastante ampliado. O torque máximo de 480 Nm é disponibilizado entre 1.700 e 5.850 rpm.

Veja galeria de fotos:

O TT RS Coupé acelera de 0 a 100 km/h em 3,7 segundos, o que corresponde a níveis alcançados pelos superesportivos. A velocidade máxima é de 250 km/h, limitada eletronicamente. Apesar do aumento no desempenho, conseguiu-se reduzir o consumo de combustível.

O sistema de tração é o integral quattro, acoplado à transmissão S tronic de sete velocidades, com trocas rápidas de marchas. A embreagem multidisco eletro-hidráulica, do sistema de tração, distribui a força de forma variável entre os dois eixos e conforme a necessidade. De acordo com a Audi, isso assegura uma alta aderência ao piso.

Além do peso reduzido, o TT RS tem dirigibilidade melhorada, conseguida a partir do sistema de construção de diversos materiais de seu chassi esportivo. O eixo dianteiro é equipado com discos de freio de aço ventilados e perfurados, e as quatro rodas de liga leve têm diâmetro de 19 polegadas. Na traseira são instalados discos de aço rígidos. O veículo traz ainda a suspensão esportiva RS, desenvolvida especialmente para os modelos esportivos da marca.

A lista de equipamentos inclui Audi virtual cockpit, bancos esportivos de couro Napa Fina, acabamento interno em fibra de carbono, volante multifuncional esportivo com base aplanada revestido em couro, capas dos retrovisores na cor preto brilhante, escapamento esportivo RS, faróis Full Led, lanternas traseiras em OLED, sensor de estacionamento dianteiro e traseiro, além de câmera de ré, Audi drive select, sistema Keyless-Go, suspensão esportiva RS, Audi smartphone interface, sistema de som Bang & Olufsen e rádio MMI com sistema de navegação.

Mas tudo isso é perfumaria. Para começar, nossas estradas não permitem passar dos 110km/h. No fim das contas, vale repetir, brasileiro gosta mesmo é de carro bonito e do status que ele venha a trazer. E, isso, o esportivo tem de sobra. O apelo visual agressivo, típico dos esportivos, por fora se manifesta nas linhas aerodinâmicas e angulosas. Por dentro, um acabamento também pensado na esportividade. Os bancos “concha”, por exemplo, não deixam dúvida quanto a essa vocação.

1 de Fevereiro de 2018


Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*