Paula Belmonte e Jaqueline Silva defendem volta do Cartão Material Escolar

Deputadas Paula Belmonte (federal/PPS) e Jaqueline Silva (PTB) em reunião com representantes do GDF. Foto: Divulgação.

A articulação para a volta do Cartão Material Escolar capitaneada pela deputada federal Paula Belmonte (PPS) e pela deputada distrital Jaqueline Silva (PTB) surtiu efeito. Em reunião no Palácio do Buriti na segunda-feira (28/1) com o chefe da Casa Civil, Eumar Novacki, e do presidente do BRB, Paulo Henrique Costa, as parlamentares estreantes pediram que o benefício volte a ser oferecido às famílias e que o valor desembolsado seja maior.

O benefício é concedido para alunos da rede pública com baixa renda comprovada. Para receber o recurso, é necessário estar cadastrado no Bolsa Família. Para a deputada federal eleita Paula Belmonte, o cartão material escolar, além de movimentar a economia, oferece dignidade aos estudantes.

“Quando eram fornecidos materiais iguais, as mães reclamavam da qualidade dos produtos comprados pelo governo. Se a família pode escolher os produtos, existe até um ganho na autoestima das crianças, além de garantir que sejam adquiridos no comércio local”, disse.

A promessa do Governo do Distrito Federal é que os valores sejam depositados até o dia 11 de fevereiro. Em 2014, último ano da gestão Agnelo Queiroz (PT), o programa destinou R$ 27 milhões aos estudantes de baixa renda. Durante o governo de Rodrigo Rollemberg (PSB), o benefício não foi liberado nos anos de 2015 e 2018. Em 2017, os valores despencaram para apenas R$ 5,6 milhões.

Nos primeiros dias de mandato, a deputada distrital Jaqueline Silva protocolou um ofício junto à Secretaria de Educação pedindo que o benefício fosse retomado. Ambas as parlamentares têm forte discurso a favor da educação e da assistência social.

31 de janeiro de 2019