Pesquisa mostra voo de galinha de Rollemberg

Não durou muito o movimento de recuperação da popularidade do governador Rodrigo Rollemberg. Segundo recente pesquisa realizada pelo Instituto Exata por encomenda do Sindireta, a avaliação negativa do desempenho do governador subiu nove pontos entre outubro e novembro, depois de ter caído de 75 por cento para 60 por cento entre junho e outubro. No mais recente levantamento Rollemberg tem 69 por cento de avaliação negativa.

A avaliação positiva do governador caiu de 9 por cento para 7 por cento. Os que consideram a administração Rollemberg como regular também caiu de 30 por cento na pesquisa anterior para 23 por cento no levantamento mais recente divulgado pelo Instituto Exata.

Para governador, a indefinição ainda é o grande destaque

Fonte: ExataOP

A pesquisa do Instituto Exata procurou saber também a intenção de voto do brasiliense para o Palácio do Buriti. Os números não são muito diferentes de levantamentos anteriores e ainda trazem na dianteira nomes de políticos que não podem, ou não querem disputar o comando do GDF.

Na resposta espontânea em primeiro lugar aparece o ex-governador José Roberto Arruda, com 6,6 por cento, praticamente empatado com o ex-deputado Jofran Frejat, com 6,3 por cento. A diferença é que Arruda , neste momento, não pode concorrer por estar enquadrado na lei da ficha limpa. Frejat, que disputou o segundo turno com Rollemberg em 2014, ainda não decidiu se será candidato ao GDF ou ao Senado e depende de conseguir juntar em torno de si outros nomes que hoje fazem oposição a Rollemberg.

Em terceiro lugar na pesquisa, com 5,6 por cento, aparece o nome do senador Reguffe, que garante não ser candidato para honrar o compromisso de eão ser candidato para honrar o compromisso de exercer os oito anos de mandato de senador. Em quarto lugar, com 5,5 por cento , está o ex-governador Joaquim Roriz, que com graves problemas de saúde não teria condições de entrar na disputa.Só depois desses quatro é que o governador Rollemberg é lembrado por 4,3 por cento dos eleitores.

Mas o grande destaque – sem ser novidade – é que o número de indecisos e nulos passa de 55 por cento dos entrevistados, o que indica uma eleição totalmente indefinida, segundo todos os analistas.

Rollemberg perde para todos no confronto direto

O Instituto Exata fez três simulações de confronto direto para o GDF nas eleições do ano que vem. Todas elas com o nome de Rollemberg. E em todas elas o governador fica atrás de seu concorrente. Numa eventual disputa com Frejat , o atual governador teria 12,3 por cento e o ex-deputado chegaria a 29,9 por cento. Indecisos e nulos seria 57,8 por cento.

Se a disputa fosse entre Arruda e Rollemberg o ex-governador alcançaria 31,2 por cento dos votos e Rollemberg teria 12,9 por cento. Indecisos e nulos, nessa hipótese, somariam 55,9 por cento.

Quando os nomes são o de Rollemberg e do ex-deputado distrital Alírio Neto, hoje presidente do PTB-DF, o atual governador chega a 12,7 por cento e Alírio alcança 25,6 por cento. Nulos e brancos seriam 61,7 por cento.

18 de dezembro de 2017