Por que você está sofrendo tanto?

Por LP Machado

Dia desses estava conversando com uma amiga e ela relatou insatisfação, pois ela quer muito casar e constituir uma família e, atualmente com 40 anos de idade, após um casamento sem filhos e divórcio, ainda não conseguiu sucesso nesse projeto. Ela chorava ao me falar isso, demonstrando todo o sofrimento que essa situação estava causando. Para piorar, seu atual namorado recentemente foi taxativo ao dizer que não quer casamento e muito menos constituir família. Ela ficou angustiada e sem saber o que fazer. Se continuava com ele por se sentir extremamente atraída ou se terminava, já que ele não compartilha do projeto familiar que é tão importante para ela.

E aí? O que você faria?

Eu, como um bom coach, fiz algumas perguntas para ela até chegar nessa:

– Amiga, até quando você vai basear os resultados dos seus relacionamentos e da sua vida em sentimentos?

Ela ficou tão reflexiva que nem conseguiu responder.

Depois de algum tempo, percebendo seus olhos marejados e sentindo que seu coração estava apertado, comecei a contar-lhe um pouco da minha história. Em resumo, expliquei a ela que enquanto baseava minha vida em sentimentos os meus resultados eram frágeis. Quando decidi mudar isso e basear minha vida em propósitos foi que tudo mudou. Um propósito forte e valoroso é alicerce firme para construir uma vida inteira!

E isso vale para qualquer área…

No pilar saúde: Como é a sua alimentação? Quando se sente bem se alimenta bem? Quando se sente mal se alimenta mal? Ingere venenos porque é gostoso e sente prazer na hora?

No pilar profissional: Fica de emprego em emprego buscando um sentimento de reconhecimento?

No pilar espiritual: Busca a Deus apenas quando sente necessidade?

No pilar conjugal: Procura alguém que lhe proporcione alegria e prazer?

No pilar servir: Ajuda as pessoas apenas quando está bem?

No pilar financeiro: Vive comprando coisas apenas para ter e se sentir bem?

No geral… Viver estruturado em sentimentos parece sustentável ao longo do tempo?

Não é difícil identificar pessoas que estão alegres num dia e no outro já não estão mais. Não são poucos os que sofrem por basear suas escolhas em sentimentos e depois ver tudo desmoronar. E se você descobrisse o real propósito da sua vida? E se esse propósito fosse tão forte que todas as escolhas baseadas nesse propósito fossem inabaláveis?

Eu decidi viver a minha vida assim! Descobri um grande e poderoso propósito que é um firme alicerce para edificar qualquer projeto que esteja alinhado a esse propósito.

Para você, que ainda não encontrou o seu propósito de vida, recomendo a leitura do livro: Uma Vida com Propósitos, do Rick Warren. Esse livro tem um conteúdo tão poderoso que tirou da depressão o recordista de medalhas olímpicas Michael Phelps, motivando-o para novas vitórias e sendo inspiração para milhões de pessoas nas Olimpíadas do Rio de Janeiro em 2016.

Viva por um grandioso e valoroso propósito e colha resultados maravilhosos em sua vida! E, se você já descobriu o propósito da sua vida, compartilhe comigo aqui e nas minhas redes sociais qual é. Ficarei feliz em saber!

1 de setembro de 2017


2 Comentário

  1. Obrigado pelo excelente artigo, LP! Sempre que eu me encontro em um momento desafiador, paro e observo o que está me motivando. Quando minha motivação é a busca por reconhecimento, conforto ou prazer, sem exceção eu preciso de muito mais esforço para vencer o desafio. Quando me vejo nessa situação eu me reconecto com meu propósito, crescer e contribuir, e todos os desafios ficam mais fáceis.
    Um abraço!

Comentários não permitidos.