Preço da gasolina cai nos postos do DF

Litro da gasolina comum é encontrado abaixo de R$ 4,20 em alguns postos do DF. Foto: Vinícius Cardoso Vieira/CB/D.A Press
A redução de 7,2% no preço da gasolina, informada pela Petrobras na última sexta-feira (31/05), ainda não chegou oficialmente aos postos do DF. No entanto, a expectativa de queda parece ter surtido efeito em alguns estabelecimentos.

Em 26 postos na Asa Sul, Asa Norte, Estrada Parque Taguatinga (EPTG) e Setor de Indústrias Gráficas (SIG), nesta segunda-feira (3/6), identificou o litro da gasolina comum abaixo dos R$ 4,20 em alguns locais. Nas lojas visitadas pela reportagem, o valor do combustível variou de R$ 4,197 a R$ 4,670, diferença maior que R$ 0,50 (veja tabela abaixo).

Muitos consumidores perceberam a queda na bomba e aproveitaram para encher o tanque. Michelle Petra, 40 anos, abastecia no Ipiranga da 112 Norte, onde a gasolina estava por R$ 4,43. A administradora torce para que os postos recebam o reajuste da Petrobras logo. “Eu rodo cerca de 40km todos dias, só indo do trabalho para minha casa e vice-versa. Então, esse preço não é normal para mim. Ultimamente tenho colocado só álcool no carro, porque para encher o tanque com gasolina comum fica inviável”, reclamou.
Já Aline Costa, de 29 anos, se sentiu “roubada” no último mês, por causa dos consecutivos aumentos. A fisioterapeuta conta que, por morar no Setor de Chácaras do Paranoá e trabalhar na Asa Norte, depende do carro. “Em maio, gastei cerca de R$ 800 só com gasolina. Sinto como se estivessem me roubando.”

Fatores de influência

Para Paulo Tavares, presidente do Sindicombustíveis, a queda no preço se deve também à “guerra de preços” entre os postos. “Quando as distribuidoras receberam o novo desconto da refinaria, apenas acomodaram seus valores, que já estavam mais baixos por causa da guerra de preços que vem ocorrendo nos postos de Brasília. Para não ter prejuízos, as distribuidoras não fizeram o repasse porque já tinham reformulado seus preços”, diz. “Se a guerra entre os postos acabar, a gasolina deve voltar a aumentar cerca de 20 centavos no DF”, avisa.

César Bergo, economista da Universidade de Brasília (UnB), acredita que o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) de junho terá uma resposta positiva à redução no valor dos combustíveis. “Nos próximos dias, quando todos os postos ajustarem os preços, veremos que os números da inflação estarão menores”, analisa.
César ainda aponta que as discussões sobre a reforma da previdência e a reforma tributária têm um efeito direto na cotação internacional do petróleo: “A aprovação dessas reformas vai atrair o mercado internacional e investidores. Com o dólar em queda, a gasolina pode se aproximar dos R$ 3,90 novamente”.

Veja o preço da gasolina comum nos postos visitados nesta última segunda-feira, 3 de junho

EPTG (Vetex) R$ 4,197
EPTG (Ipiranga) R$ 4,199
EPTG (Garantia) R$ 4,199
Eixo W 115 Sul R$ 4,229
Eixo W 106 Sul R$ 4,269
Eixo W 109 Sul R$ 4,379
Eixo L 210 Sul R$ 4,389
Eixo L 207 Sul R$ 4,389
Eixo L 206 Sul R$ 4,389
Eixo L 204 Sul R$ 4,389
Eixo L 202 Sul R$ 4,389
SIG Quadra 3 R$ 4,389
SIG Quadra 3 R$ 4,389
Eixo L 214 Sul R$ 4,390
Eixo L 206 Norte R$ 4,429
Eixo L 208 Norte R$ 4,429
Eixo L 210 Norte R$ 4,429
Eixo W 115 Norte R$ 4,429
Eixo W 113 Norte R$ 4,429
Eixo L 212 Norte R$ 4,439
Eixo L 214 Norte R$ 4,439
Eixo W 112 Norte R$ 4,439
Eixo W 107 Norte R$ 4,439
Eixo L 204 Norte R$ 4,539
Eixo L 212 Sul R$ 4,599
Eixo W 103 Norte R$ 4,670
Com informações do CorreioWeb
4 de junho de 2019