Um novo modelo de delegacias vai surgir no DF

A Delegacia da Mulher, na Asa Sul, passará por reforma estrutural

O GDF, por meio da Secretaria de Segurança Pública (SSP), deu início à reconstrução e reforma das delegacias da Polícia Civil. Novos prédios serão erguidos em Taguatinga Centro, em Sobradinho II e no SIA, enquanto em Taguatinga Norte e na Asa Sul as obras de reestruturação já começam a ser executadas. As delegacias  do Lago Sul e do Lago Norte também serão reformadas.

Serão investidos aproximadamente R$ 35 milhões em sete unidades de segurança pública. Todas elas ganharão uma nova identidade visual da Polícia Civil, incluindo a renovação das cores, letras e brasão da corporação. “Isso tudo refletirá em uma melhoria do atendimento, não só no balcão, como em toda a estrutura”, garante o secretário de Segurança Pública do DF, Anderson Torres.

A primeira grande obra nesse setor em andamento é na 17ª DP, localizada na Avenida Hélio Prates, em Taguatinga Norte. Por lá estão sendo investidos R$ 3.347.231,19. A estrutura organizacional foi provisoriamente transferida para a antiga Academia de Polícia, próxima ao estádio Cerejão.

Os pilares estruturais da unidade foram mantidos. Porém, toda a estrutura interna foi alterada e ampliada, o que possibilitará um atendimento mais humanizado tanto para a vítimas e seus familiares quanto para infratores, policiais militares e servidores da Polícia Civil.

Modificações

A entrada da delegacia sai da via mais movimentada da cidade e vai para a rua lateral, o que dará mais segurança e privacidade a quem precisar ser atendido. Advogados terão sala de apoio, assim como mulheres e crianças contarão com um espaço apropriado para atendimento, evitando a revitimização.

Pessoas presas que chegarem à unidade serão conduzidas por uma entrada diferente daquela reservada às vítimas. Haverá também uma sala de espera para policiais militares aguardarem a elaboração de cada boletim de ocorrência.

Alojamentos com salas de apoio e descanso em área reservada para os servidores da delegacia também fazem parte da estrutura das novas delegacias, longe das celas de contenção de presos – projetadas com vista para evitar autolesão dos custodiados. Um pátio coberto para proteção temporária de veículos e materiais apreendidos também está previsto no projeto, além de intervenções arquitetônicas típicas de Brasília, como pilotis e cobogós.

Entrega

A expectativa de conclusão das obras da 17ª DP é setembro de 2020. A estrutura anterior, inaugurada em dezembro de 1982, pela primeira vez passa por uma grande obra. Tão logo volte a funcionar, será a vez de colocar abaixo toda a 12ª DP de Taguatinga Centro.

O prédio será inteiramente reconstruído e seguirá o padrão das novas unidades da Polícia Civil do Distrito Federal. Já as unidades da 35ª DP de Sobradinho II e da 8ª DP do SAI/Estrutural, atualmente em prédios alugados, serão construídas na sequência.

“Vamos ter um atendimento mais humanizado, com espaço mais amplo e capaz de atender mais pessoas com conforto e segurança”, afirma o A engenheiro Márcio Lemos, da Divisão de Arquitetura e Engenharia da Polícia Civil.

Deam

No Eixo L, na altura da 204 Sul, na Asa Sul, a Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam) também passa por uma reforma estrutural e seguirá o novo layout das unidades de atendimento da Polícia Civil. Todo o piso será trocado, o quadro de energia readequado e os condensadores de ar-condicionado reposicionados, o que facilitará a manutenção. As telhas de amianto darão lugar a outras mais leves e modernas de poliestireno, assim como o telhado impermeabilizado.

Inaugurado em 2015, o prédio vinha sofrendo infiltrações em períodos de chuva. Um novo sistema de vazão de águas pluviais está em produção, enquanto a iluminação externa será substituída por lâmpadas de LED. A copa e o banheiro de atendimento a policiais, desgastados por infiltrações, já estão sendo reformados.

Toda a estrutura da Deam será pintada no final das obras. Enquanto isso, a delegacia segue funcionando normalmente.

 

Com informações da Agência Brasília

30 de outubro de 2019


Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*