Vendas de carros novos fecham 2017 em alta de 1,33%

Implemento geral no Brasil não foi tão alto, mas ficou acima das expectativas, diz presidente da Fenabrave. Foram vendidas exatas 42 mil unidades a mais que no ano passado

Por Marcelo Moura

Por Marcelo Moura, em 4/1/2018 – A coluna Autos&Vias abre os trabalhos do ano de 2018 com uma notícia que vai na contramão da crise financeira, que parece não ter se esquecido de ninguém. De acordo com levantamento realizado pela Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave) divulgado nesta quinta-feira (4/1), os emplacamentos de todos os segmentos somados (automóveis, comerciais leves, caminhões, ônibus, motocicletas, implementos rodoviários e outros veículos) apresentaram alta acumulada de 1,33% em 2017, no comparativo com 2016, somando 3.216.761 unidades, ante as 3.174.598 registradas no ano anterior. Em números absolutos, o implemento foi de exatas 42 mil unidades.

Em dezembro, o mercado automotivo manteve o ritmo de retomada nas vendas e registrou alta de 7,43% ante novembro, totalizando 301.258 emplacamentos, contra 280.417 do mês anterior. Já com relação a dezembro de 2016, quando foram licenciadas 298.871 unidades, houve leve crescimento, de 0,80%.

Para o presidente da Fenabrave, Alarico Assumpção Júnior, o fechamento do ano de 2017 surpreendeu as expectativas da entidade. “Ao iniciar 2017, a projeção era negativa em mais de 20% e, ao longo do ano, as ações econômicas acertadas geraram efeitos positivos. Quedas sucessivas dos juros e da inadimplência, o aumento da empregabilidade e um melhor acesso ao crédito resultaram na melhora nos índices de confiança e expectativa do consumidor e do empresário, fazendo com que aumentasse o consumo, revertendo, assim, o cenário negativo inicial”, argumentou Assumpção Júnior.

Conforme os dados apresentados pela entidade, os segmentos de automóveis e comerciais leves também apresentaram crescimento no acumulado do ano, com uma alta de 9,36% sobre o ano anterior. Ao todo, foram emplacados 2.172.235 veículos desses segmentos em 2017, contra 1.986.303 em 2016. Já no mês de dezembro, as 204.852 unidades licenciadas representaram crescimento de 3,85% para os segmentos, se comparados ao mês de novembro, com197.254 unidades. Com relação a dezembro de 2016, os 198.973 veículos novos comercializados representaram avanço de 2,95%.

Assumpção Júnior comentou, ainda, que o mês de dezembro reforçou o clima favorável que o Setor da Distribuição vem observando nos últimos meses. “A soma dos fatores positivos já citados e a entrada dos recursos do 13º terceiro no orçamento das famílias fortaleceram o sentimento de confiança e a expectativa dos consumidores, que foram às concessionárias comprar seu automóvel 0 Km”, explicou.

Previsões para 2018
O presidente da Fenabrave apresentou as projeções de mercado para 2018. A expectativa da entidade é de manutenção do clima favorável às vendas para todos os segmentos, registrando novo ciclo de crescimento, podendo alcançar 10,3% com relação ao ano passado, somados todos os segmentos.

Especificamente para os segmentos de automóveis e comerciais leves, a expectativa é de alta de 11,9% sobre os resultados de 2017.

Já para caminhões e ônibus, a projeção de crescimento é de 8,6%, sendo 9,5% para caminhões, 5,4% para ônibus e 7,8% para implementos rodoviários.

O segmento de motocicletas, que vem sofrendo sucessivas quedas desde a crise de 2008, poderá apresentar alta estimada em 6,5%.

Para tratores a previsão é de alta de 5,1% e para colheitadeiras a estimativa de crescimento é de 5,4%.

4 de Janeiro de 2018


Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*